Categorias: O cachorro Paçoca Pessoalidades

O que aprendi convivendo com cachorros

pacoca1

dogs
crédito da imagem: hurtbeatselliotfreeman lloydi ohheyhyehello aplacetolovedogs soggydan montagem: pequenina vanilla

Sempre achei importante as pessoas terem animais de estimação em suas casas. Dos meus 9 aos 22 anos, convivi com uma poodle (que não sei se era um poodle mesmo) chamada Dolly. Era uma cachorrinha meio doida, pulava nas pessoas de forma descontrolada e corria pelo quintal numa velocidade surpreendente. Nunca tinha sido criada com muitas frescuras, era cada uma no seu quadrado. Viveu durante quase 14 anos e quando se foi, fiquei muito triste e abalada. Mas, muito mais que isso, fiquei impressionada em descobrir como eu era apegada a esse animal, sem saber. Aí tinha decidido que não iria mais cuidar de um cachorrinho, pois tudo iria se repetir, um dia o bicho iria morrer e eu iria mais uma vez ficar deprimida.

dolly

Não deu 6 meses, lá estava eu novamente com um cachorrinho em casa.

Dessa vez, é um Dachshund chamado Paçoca. Quem me conhece ou segue pelas redes sociais, já conhece ele. É muito bonitinho, de porte pequeno e está com uns 8 meses. Já aprendeu diversos comandos de adestramento, uma coisa impressionante para mim que nunca tinha conseguido nem ensinar um cachorro a fazer xixi no jornal. Às vezes me tira do sério, revira o quintal de ponta cabeça e come qualquer coisa que esteja caída no chão. É um excelente cão de guarda, apesar do seu tamanho pequeno. E é um animal muito dócil, alegre e divertido com quem ele conhece e confia.

pacoca

Acredito que essa convivência com os animais é extremamente importante para nosso desenvolvimento como pessoa. Uma convivência saudável, respeitando as diferenças e entendendo que suas atitudes são de um animal e não de uma pessoa/criança, sem exageros e frescurisses de pet shop. Você aprende a ser mais tolerante, paciente, responsável e, em troca, ganha uma companhia e um amigo que não faz julgamentos a seu respeito. Eles mostram que a felicidade está nas pequenas coisas, pequenos momentos, pequenas conquistas e que a vida é muito curta e passageira para ser desperdiçada com preocupações desnecessárias.

• Doação de animais: Cãopanheiro Curitiba

E vocês? O que aprenderam com seus bichanos?

Categorias: Lovely Links

Ideias bonitinhas para adoçar a semana

lovelylinks1

Para adoçar esse começo de semana, duas ideias muito bonitinhas:

ntt
crédito da imagem: nifty thrifty things

01. O Nifty Thrifty Things ensina como fazer esses cubinhos de açúcar em formatos personalizados. Super fácil de fazer (água + açúcar + forminhas) e fica um charme na mesa. :) Detalhes que fazem toda a diferença nesses dias nublados de Curitiba.

celentano2

celentano1
crédito da imagem: celentano woodworks

02. E o que são esses instrumentos?! Apaixonei por esse modelo da maçã, mas no Celentano Woodworks dá para ver todos os outros (pêra, abacate, pacman, cupcake, robô, foguete…. enfim, já deu para perceber a diversidade de opções né?). É muito amor! ♥

Ótima semana para vocês! :)

Categorias: Mulherzices Obsessão

Tranças, tranças, tranças

Dentre algumas das minhas obsessões/febrinhas preferidas do momento, as tranças estão lá batendo o ponto (juntinho com os coques e volumes bagunçados). Como tudo na vida, os desafios é que movem as pessoas e acho que é justamente aí que entra todo esse meu interesse por elas. Já que, diga-se de passagem, as tranças não deixam nada a desejar nesse quesito (pelo menos pra mim né, em que a coordenação motora não foi muito bem trabalhada). O dia em que eu consegui fazer uma trança embutida sozinha (depois de assistir uns videos no youtube) foi uma comemoração só, pois, imagine que eu nunca tinha conseguido fazer nem uma simples trança normal sem puxar todo o cabelo para o lado.

E vai dizer que não são tudo de bom né? Versáteis, femininas e descomprometidas. ♥

braids1braids2
crédito das imagem: fuckyeahbraids montagem: pequeninavanilla

É, eu não tenho muita habilidade mesmo… mas quero ver alguém aí conseguir fazer essa trança do video sem dar um nó nos dedos, no cabelo e na cabeça!! :)

De qualquer forma, indico muito o canal LuxyHair, é bem bacana e tem vários tutoriais de penteados para usar no dia a dia.

Quero ver todo mundo fazendo tranças LINDAMENTE.

Categorias: Sweet Decor

Querido home office

No início desse ano cheguei à conclusão que o caminho para a felicidade era trabalhar em casa. Nada mais de trânsito, congestionamentos, ônibus atrasados, lotados e fedorentos, cartão-ponto… (uhul!). Com isso, veio a história do tal home-office. Precisava de um cantinho na casa (mais especificamente, no meu quarto) onde eu pudesse trabalhar tranquilamente, de forma confortável e estimulante. O cantinho eu tenho, o desafio é transformá-lo num espaço bonitinho do jeito como eu sempre sonhei (*suspiros). E veja que já estamos no final do ano (!) e até agora nada, continua lá com aquela cara de improviso e bagunça! :S

Faz teeempo que fico olhando várias imagens de ambientes decorados e suspirando corações. Abaixo, separei duas ideias que me chamaram a atenção:

0102
crédito da imagem: skarpetka86

A primeira, mais simples e adaptável (quem sabe) para o meu contexto. A combinação da mesinha em madeira rústica com pontos de cor em vermelho, azul e verde ficou um charme. E essa almofada verde com florzinhas? É muito amor! ♥ Uma ótima opção é o armário com porta de vidro, que dá leveza e não deixa juntar pó nos livros (que é o maior problema das prateleiras de parede).

03
crédito da imagem: unplggd

Mas, se eu tivesse uma sala inteirinha disponível para o escritório (e dinheiro, cof cof)….. iria copiar descaradamente esse home office da Rebecca Orlov. O tapete floral é apaixonante, contrastando com os tons claros e minimalistas do restante do ambiente.

Enquanto isso, fico aqui ensaiando. Uma hora crio coragem e dou uma ajeitada no meu querido home office. E quando esse dia chegar, com certeza vocês ficarão sabendo!

Categorias: Mulherzices

Cores, inspiração e manicure

Quando vi essa imagem do blog bleubird, apaixonei. Simples assim.

bleubird
crédito da imagem: bleubird

Quem me conhece sabe que não vivo sem unhas pintadas, e por ser eu mesma que faço minha manicure, os vidrinhos de esmalte se acumulam e muitas vezes é preciso criatividade para conseguir usá-los pelo menos até a metade. Quando vi essa imagem aí de cima, os olhos brilharam. É difícil encontrar algo que me agrade, milhares de Nail Arts pipocam por aí, que de arte não tem nada (é cada coisa brega que me dá uns 15 tipos de depressão só de olhar). E essa ideia aí de cima, pelo menos a meu ver, passou no teste “usável, bonito, diferente, eu quero”.

A paleta de cores foi o que mais me chamou a atenção. Não consegui encontrar uma palavra que a defina, esse ar levemente retrô, com muito contraste e o toque de rosa para dar um pouco de romantismo à composição. Perfeito.

paleta
crédito da imagem: stitchin.thyme sandflash shereenm vinothchandar

Fiquei namorando essa ideia por um tempinho até que tomei uma dose de coragem e adotei a filosofia “não pensa muito e vai” e… aqui estou com cada unha pintada de uma cor! Utilizei as cores que já tinha em casa (e não utilizei o branco porque não tinha nenhum decente no momento): Azul escuro: Hits 681 – Vermelho: 40 Graus da Colorama – Cor de Rosa: Doce Loucura da Colorama. O resultado foi esse aí embaixo:

esmalte

Se eu gostei? Não é o tipo de coisa para se fazer sempre né, mas de vez em quando é muito válido! Ousar e sair do senso comum nos faz enxergar novas possibilidades. E vocês? O que acharam?  :)