Categorias: Blogagem Coletiva

Blogagem coletiva: O que eu salvaria se minha casa tivesse pegando fogo?

Inspirado no tumblr “The Burning House”, a blogagem coletiva deste mês, lá do Rotaroots, perguntou: O que você salvaria se sua casa estivesse pegando fogo?

Não sei vocês, mas eu já sonhei, no sentido literal da palavra (e não poético, obviamente hahah), várias e várias vezes com isso. Os motivos são variados porque o subconsciente não tem limites mesmo: casa pegando fogo, invasão extraterrestre, fim do mundo, guerra mundial ou ataque zumbi… seja lá qual for o pretexto, lá estou eu desesperada tendo que escolher o que eu iria levar junto comigo. O mais curioso é que nesses sonhos (que na verdade, estão mais para pesadelo) eu nunca consigo me decidir, eu enrolo, enrolo, enrolo até acabar acordando. Então, fazer essa blogagem foi um exercício bem interessante! Quem sabe, na próxima vez que eu sonhar com isso, eu consiga montar minha “mala de fuga” e partir, finalmente, para o próximo capítulo dessa história doida. :)

pequenina-vanilla-burning-house-1

Claro que na hora do aperto, não dá pra ficar catando tudo, a vida vale mais do que qualquer bem material que temos em nossa casa. É bem provável que no desespero, a gente acabe pegando apenas o básico do básico mesmo, como documentos e dinheiro. Ou nem isso né! É difícil você pensar em pegar alguma coisa, quando o fogo está ali do seu ladinho! Mas, se eu tivesse alguns minutinhos a mais para pegar outras coisas, certamente seriam os itens abaixo, por ordem de prioridade, sendo prioridade máxima os 3 primeiros itens:

1. Documentos pessoais (na foto, está representado pelo passaporte porque achei que era o documento mais fotogênico hahaha)
2. Dinheiro, cartões do banco e celular
3. Paçoca, meu cachorro (coloquei apenas uma foto porque seria IMPOSSÍVEL fotografar ele sentadinho ali, junto com as outras coisas)
4. A foto mais bonita da minha mãe, na minha opinião
5. HD com backup de todos os meus arquivos e portfolio profissional
6. Uma muda de roupa (na verdade, seria o máximo de roupas que eu conseguisse jogar dentro de uma mala #sonhomeu) e tênis confortável
7. Caderno de ideias, projetos e planos (aquele ali com a capa amarela, na foto)
8. Câmera fotográfica
9. Nécessaire com alguns produtos bem básicos de higiene e beleza
10. A Dona Flor

pequenina-vanilla-burning-house-2
pequenina-vanilla-burning-house-3
pequenina-vanilla-burning-house-4
pequenina-vanilla-burning-house-5

É extremamente difícil decidir entre o prático, o sentimental e o material, mas certamente o resultado dessa escolha pode dizer MUITO sobre nós mesmos. :)
E então? Quais coisas você salvaria numa situação dessas?

Esse tema veio lá do Rotaroots, se você quiser saber os próximos temas é só acompanhar o grupo no Facebook! :)

39 comentários

Let's talk!

  1. Esqueceu a mala pra carregar tudo hahahah :)
    Mas achei muito legal suas escolhas, principalmente a foto da sua mãe.
    Beijos

    1. Hahahah verdade, achei que já ficava subentendido pela foto da bolsa.. :)
      Obrigada pelo comentário, Rafaella! Beijo!!

  2. Chell comentou:

    Nossa, até q deu tempo de tu pegar coisa pra caramba! rss mas tudo isso dependeria de: onde começou o fogo?
    =D

    1. Hahaha essa lista seria meu ideal né…. mas dificilmente seria possível pegar alguma dessas coisas! hahah e também tem essa questão de “onde começou o fogo?”, até porque 90% estão no meu quarto….

  3. QUE DIFÍCIL montar uma lista de coisas que a gente salvaria. Ainda mais difícil, com certeza, seria sofrer o incêndio e sair coletando tudo (ainda mais no meu quarto, onde tudo fica organizado em lugares diferentes sempre).

    e as-fotos-do-post-ficaram-otimas.exe haha

    beijo*

    1. Muito difícil mesmo, primeiro porque se acontecesse um incêndio, acho que eu nem conseguiria pensar em pegar alguma coisa (só meu cachorro!), me desesperaria para sair da casa o mais rápido possível! haha
      E mesmo para criar essa listinha imaginária, é difícil se decidir entre o útil (razão) e o que tem valor emocional. :/
      Obrigada pelo comentário!! Beijo!

  4. Marina comentou:

    Nossa, você salvaria muita coisa! Achei bem equilibrado entre o sentimental e o racional, mas fiquei um pouco “oi?” quando li “Paçoca” (daí eu li que não era uma paçoca de comer e entendi hehehehehe) :P

    Ainda não consegui pensar no que eu salvaria, mas uma coisa que eu sempre esqueço de por na minha lista mental são roupas #aloka hahahaha

    1. Hahahha se a gente tivesse tempo suficiente iria querer salvar a casa toda né! mas claro que a lista é só uma suposição mesmo… dificilmente teríamos tempo para pegar alguma coisa… nessas situações não dá para ficar se apegando muito aos bens materiais e até mesmo, aos sentimentais, tem que sair do local o mais rápido possível.
      Até atualizei o post para deixar claro que o Paçoca é meu cachorro! hahahha Eu me esqueço que pode ter gente chegando agora e que não saiba ainda do Paçoca! ;)

  5. Super curiosa a proposta desse post, faz a gente pensar o que realmente importa, materialmente falando. Só de ler o post já consigo pensar nos itens que poderiam ser salvos :) Lembrei daquele livro Fahrenheit 451 também.

    1. Simm, é muito difícil dosar e escolher o que realmente importa. É nessas horas que vemos que não dá para se apegar muito às coisas materiais né? :/
      Vou pesquisar sobre o livro!! :) Beijo!

  6. Quando eu vi esse tema, definitivamente resolvi deixar ele pra depois. É MUITO DIFÍCIL! E eu fico pensando nele o tempo todo, mas não consigo, de jeito nenhum, definir quais itens seriam. :(

    Beijos.

    1. É realmente muito difícil, vai ver que é por isso que no meu sonho (que eu contei ali no post) eu nunca consigo chegar à conclusão nenhuma! hahah
      Mas é um ótimo exercício para você listar as prioridades, pensar no que importa, numa situação em que o racional e o emocional precisam ser equilibrados. :)

  7. Imagina eu ter que salvar 8 gatos? hahahaha Adorei tua lista. Vou fazer a minha lá para meados de agosto. :)

    Vi seu blog no Rotaroots.
    Bjs.

    1. Hahahah tem que sair catando os gatos igual loca, né?! :) Eu só tenho um cachorro e já acho que daria um baita trabalho pegar ele numa situação como essas, porque ele é bem ativo (daqueles que fica pulando igual doido) e sem noção (no meio da fumaça, o bicho ia querer ficar brincando e pirando) haahahah
      Vou dar uma espiada no seu blog também! ;)
      Beijo!

  8. Cara, estou sem palavras. Conheci seu blog agora pelo Rotaroots e já estou completamente apaixonado! Hahahaha!
    Tanto pelo layout quanto pelo conteúdo que você publica, você está de parabéns! Dá pra sentir que você faz isso aqui tudo com muito carinho.
    Curti a fanpage e vou voltar mais vezes. :)

    1. Que legal te ver por aqui, Paulo! Faz um tempo que acompanho o MonsterBox (apesar de acompanhar quietinha) e te acho muito simpático pelos vídeos! hahahh :)
      Apareça aqui sempre que quiser, viu! Beijo!!

  9. Dani comentou:

    Adri é muito difícil na hora do desespero. Aconteceu comigo lá no centro, começou pegar fogo 2 andares acima.
    Imagina você em casa e o povo na rua começa gritar “Tá pegando fogo no prédio” porque dava pra ver o fogo pelo lado de fora. E eles desligam os elevadores, você precisa descer pela escada e precisa sair correndo porque o fogo aumenta rápido demais. É um caos!

    Sabe o que peguei? Bolsa com documentos, dinheiro, cartões, celular, iPad e dicionário de inglês. Sim meu dicionário.. hahaha até hoje não sei porque peguei ele, talvez porque estava na minha mesa bem na frente e saí pegando e jogando na bolsa. No fim, esqueci de blusa de frio e era noite e ficamos uma hora de fora esperando liberar pra gente entrar.

    Foi tenso, nem dormi direito depois e fiquei uma semana meio que em pânico quando alguém gritava na rua.
    Hoje qualquer ‘cheirinho’ de comida queimada me deixa já em alerta. rs
    Enfim.. acho que se um dia precisar de novo saberei melhor o que pegar. Mas melhor é não precisar passar por isso.

    1. Que tenso, Dani!! :O Ainda bem que não chegou a atingir seu apartamento né? Felizmente, nunca passei por uma situação assim, mas imagino o desespero e a tensão (ainda mais pra mim, que sou suuuuper medrosa)!
      Nessas situações não dá para se enrolar mesmo, tem que pegar o que der e sair logo! Mas achei engraçado você ter pego o dicionário, heheh Acho que todo mundo faz dessas, pega qualquer coisa, sem pensar muito… ainda mais na correria né!
      É aquele tipo de coisa que a gente espera nunca ter que passar e não deseja nem para o pior inimigo!

  10. Erika comentou:

    Meus três cachorros!!!

    1. Eu também não viveria em paz sem ter feito o possível (e impossível) para salvar meu cachorro! Seria uma tristeza imensa! :/

  11. Acabei de conhecer o seu blog e estou adorando <3
    Mas que coisa difícil, heim! Escolher só algumas coisas pra pegar na correria fugindo do incêndio!
    Quando eu morava no Japão, minha mãe deixava a nossa "bolsa de terremoto" num lugar onde seria fácil de pegar caso precisássemos (ainda bem que nunca precisamos). Pelo que eu me lembro, tinha documentos, água e itens de higiene pessoal :D

    1. Oi Paula! Que bom te ver por aqui, já te seguia no Instagram e adoro suas fotos! ;)
      Minha tia conta sobre essa “mala”, que todo mundo já deixava preparado para o caso de ter que sair de casa às pressas! Se for pensar bem, acho que todo mundo (mesmo aqui no Brasil) deveria ter uma bolsa assim, por precaução né! hahah Nunca se sabe! :DD
      Beijo!

  12. Amei sua lista e achei fofissima a escolha da foto da sua mãe (acho que não tenho NENHUMA foto da minha família impressa pela casa!), mas a pergunta que não quer calar é: DE ONDE É ESSA BOLSA LINDA? Huahauuahuahuah!!!

    <3

    Bjs, Adri!

    1. A foto da minha mãe é porque ela faleceu quando eu ainda era criança e é uma das poucas fotos que tenho dela (porque ela não gostava de “aparecer” nas fotos). :)
      A bolsa é de uma marca chamada Dona Frida, se não me engano, uma vez vi que eles tinham loja online, dá uma pesquisada aí! Ela é linda mesmo e valeu cada centavo! hahaha
      Beijo!!

      1. Procurando a loja DJÁ e com os olhinhos cheio de lágrimas pela sua mamis que deve estar lá de cima orgulhosissíma! =)

  13. Nossa, como eu queria ter todas essas coisas em mãos! Nunca conseguiria juntá-las kkkk

    Achei que, bem medido e bem dosado, você fez escolhas práticas, sentimentais e materiais!

    Beijinhos e até!

    1. Na hora do desespero, acho que eu não teria tanta racionalidade assim para juntar essas coisas (mesmo só as principais…). Mas o bom de pensar nessa lista agora, é que caso algum dia seja preciso (deusolivre!!), a gente tem mais chances de pegar o que realmente importa né, sem precisar decidir na hora. :)
      Beijo!!

  14. Essa postagem conseguiu me deixar claustrofóbica HAHAHA sairia correndo, acho. Com os meus cachorros e os meus pais bens materiais… Dane-se!

    1. Exatamente, Camy! Na hora do desespero, o mais importante é que você e as pessoas que convivem com você estejam seguras né! Dificilmente sobraria tempo para ficar catando todos esses bens materiais, mas não custa fazer de conta que daria tempo! hahaha
      Beijo

  15. acho que tô pra fazer um post desse desde que o projeto surgiu mas sempre entro em parafusos na hora de decidir o que “levar” .
    agora Q COISA MAR LINDA a fotenha do dog e da mommy :3

    1. hahahah nos meus sonhos (que eu contei no post) eu também sempre entro em parafuso, não é fácil viu!!

  16. Muito fofo não esquecer foto mais linda da sua mãe e também não esquecer da Dona Flor *-*

    1. Nesses momentos difíceis, lembrar de pegar coisas que mostram nossa essência ajudam na hora de você reconstruir a vida né? :)
      Obrigada pelo comentário cheio de amor!

  17. Esse ‘meme’ é simplesmente sensacional. O tumblr original também é incrível. Eu mantive as coisas bem simples, “peguei” o que eu levo na mochila normalmente, e claro meus travesseiros. ;D

    1. Eu só conheci esse tumblr por causa do Rotaroots e achei incrível também!! Passei um bom tempo olhando as imagens e tentando descobrir como seriam as pessoas por trás daqueles objetos :)

  18. Érika comentou:

    Oi, Adri! Que lindo seu blog <3
    Adorei suas escolhas. Linda a foto da sua mãe!
    Acho que eu salvaria meu computador e o meu celular haha
    Beijos!

    1. Oi Érika, super obrigada pelo comentário! :)
      Eu não salvaria o computador por ser muito grande hahaha mas o HD com todos os meus arquivos está ali na minha listinha! Não tem como deixá-lo de fora né, ainda mais pra mim que trabalho com design e todo meu portfolio está ali. Ia ser difícil e doloroso recomeçar sem ele!
      Beijo!!

  19. Fico em pânico só de pensar numa situação dessa. É tanta coisa que a gente tem apego, amor, que numa emergência não teríamos mãos suficientes pra carregar. Esse é um dos posts que quero fazer do rotaroots, mesmo estando já no dia 27 (hihihi). Foto linda da sua mãe!

    1. Sim, sim! É muito apego, pra pouco braço! hahahah
      Mas o bom de fazer esse tipo de exercício é parar para pensar no que realmente importa. No final das contas, precisamos de muito pouco para seguir adiante! :)
      Faz sim que eu quero ver suas escolhas!! Beijo!