Categorias: Cotidiano . Pessoalidades

Pequenas doses do meu cotidiano, as 6 melhores fotos do mês, com o que teve de mais bonito, mais legal e mais amor. Faz o favorzinho de me adicionar lá no Instagram (@adriellysato) para acompanhar todas as fotos! :)

// um
dois mil e quinze terminou lindamente e essa foto (e meu sorriso) resumem muito bem o que foram esses últimos 15 dias do ano. minha sobrinha está crescendo e, apesar de não poder acompanhar sempre de pertinho, me sinto muito feliz em receber tanto amor e carinho. ela é uma menina iluminada, com uma alma doce e gentil.

// dois
dois mil e dezesseis começou preguiçoso, devagar. foi difícil retomar a rotina depois de dizer mais um “adeus” na porta de embarque do aeroporto. mas a vida sempre segue, achei que precisava fazer mais uns ajustes aqui no meu quarto para ver se me animava um pouquinho. mudei a posição da cama para receber minhas novas plantinhas e sigo tomando meu cafezinho matinal nesse copo americano, que tem a medida exata da quantidade de cafeína que posso tomar diariamente.

cotidiano-janeiro-2016

// três
a música que mais ouvi em janeiro definitivamente foi essa aqui do tiago iorc com maria gadú. tem umas músicas que a gente encasqueta e fica ouvindo loucamente infinitamente insistentemente. aproveita e ouve também essa versão aqui de Morena.

// quatro
estou tentando acostumar o paçoca a ficar aqui do meu lado, quietinho, enquanto trabalho. posso dizer que esse tapetinho branco facilitou muito as coisas. posso dizer que esse cachorro consegue dormir em posições esquisitas, inimagináveis e desafiadoras. posso dizer que faz dias que estou tentando fotografar uma dessas posições e não consigo. sono leve é seu sobrenome.

// cinco
adrielly veste shorts da zara de cintura alta (que eu jamais imaginei que fosse vestir bem em mim, mas provei num dia que estava à toa no shopping e apaixonei), camisetinha básica e preta (colocada pra dentro do shorts, coisa que eu nunca fazia sabe-deus-porquê), tênis da adidas (que comprei séculos atrás e só comecei a usar agora porque descobri que existem essas meias maravilhosas aqui), colar morana (que foi a melhor aquisição dos últimos meses, ele é regulável e dá certo com qualquer tipo de gola, sem falar que dá aquele toque da ryqueza pra qualquer roupa sem graça que você usar).

// seis
na faculdade, tínhamos uma disciplina chamada teoria da cor que era ministrada por uma professora extremamente exigente. acontece que eu não sabia desenhar, nem pintar, nem nada dessas coisas muito artísticas, então imagine o terror que passei nessas aulas, gente. esses dias, fui fazer uma limpa das coisas da faculdade e fiquei abismada quando vi os trabalhos dessa disciplina. até hoje, não sei como fui capaz desenhar e pintar algo assim, quase que duvido se fui eu mesma que fiz. eu deveria mesmo seguir os conselhos que me deram nos comentários e emoldurar na parede para me lembrar que somos capazes de muitas coisas. :)

follow-me-instagram

  • xCake
Categorias: Pessoalidades . Sweet Decor

Não precisei chegar na terceira idade para começar a enveredar pelos caminhos da botânica feat. jardinagem, pois é. Começou bem antes do que eu previa, assim como quem não quer nada. Primeiro com as flores, depois com as suculentas e agora, com as folhagens. Foi impossível não me comover depois que eu “descobri” que existe um mundo de formas, cores e texturas: folhas de tudo quanto é tipo.

O amor pelas folhas surgiu com a tal da Costela-de-Adão (figurinha carimbada no Pinterest). Corri até a floricultura certa de que ia trazer uma pra chamar de minha e a moça da loja acabou com meus embalos. Segundo ela, Costela-de-Adão precisa de Sol e certamente entraria em depressão se fosse trancafiada dentro de casa.

Costela-de-Adão via Shutterstock

Costela-de-Adão via Shutterstock

Continuei dando voltas e mais voltas lá na floricultura, determinada a encontrar outra planta grande e bonitona para enfeitar meu quarto (lembra que eu tinha dito que ia fazer umas mudancinhas no meu quarto, na minha vida?). Depois de muita indecisão, escolhi a tal da Árvore da Felicidade. Na aparência, não tinha nada a ver com a Costela-de-Adão, mas o nome era bonito, parecia uma árvorezinha, vinha em casal (são duas plantas, uma é “fêmea” e a outra “macho”), achei romântico, achei incrível. A parte chata é que nosso relacionamento durou uma noite e nada mais, por motivo de: eita-plantinha-que-solta-cheiro-forte-achei-que-fosse-morrer-asfixiada-enquanto-dormia (isso porque deixei a janela completamente aberta e quase dormi com a cabeça pra fora do quarto, sad but true).

A moça da floricultura disse que a Árvore da Felicidade exala o cheiro quando muda de ambiente, mas assim que ela se adapta, o cheiro some. Se isso é verdade mesmo, sei lá, nunca saberei pois não tenho muita paciência pra essas coisas. Lá fui eu de novo na floricultura, me despedi da Felicidade e voltei com um Pau d’Água (ou Dracena, não tenho certeza). O nome não é tão bonito, não tinha toda aquela historinha bonitinha da Árvore da Felicidade, mas a moça da loja me garantiu que a planta era bem resistente, ótima para ambiente interno e não tinha odor.

plantas-indoor-2

No final das contas, achei que o contraste das folhas da Dracena com a parede cinza, ficou muito mais interessante, ó lá. Fiz uma enquete no Instagram e com 13 (dos 24 votos) foi apelidada de Abigail. Achei ótimo, porque lá no fundo, era esse nome mesmo que eu queria que ganhasse, haha.

Acontece que a Pau d’Água era, praticamente, metade do preço da Árvore da Felicidade, por isso fiquei com um bom crédito lá na floricultura, mas não sabia o que fazer com o valor. Ontem, resolvi dar uma passadinha lá, bem daquele meu jeitinho, como quem não quer nada, e voltei pra casa com uma bacia repleta de plantas. Não, eu não tinha nem ideia de onde colocar, mas trouxe mesmo assim, por motivo de: são-as-folhas-mais-lindas-que-eu-já-vi!

plantas-indoor-1

Tenho péssima memória (me perdoe), mas acho que os nomes são:

1. Maranta – variegata – aquela mais comprida, no canto inferior direito do vaso
2. Maranta (não sei o restante do nome) – aquela folha mais gordinha e arredondada
3. Alocasia amazonica – aquela folhinha comprida, que aparece no canto superior esquerdo da foto
4. Caládio – a que tem formato de coração, com as bordas verdes e o centro vermelho (não tenho certeza, mas acredito que essa seja tóxica)

São tão lindas, mas tão lindas que eu não tive opção, tratei logo de colocar a maravilhosidade aqui no meu quarto também, do ladinho da minha mesa de trabalho.

Meu quarto está parecendo um jardim? Sim. Mudei a disposição da cama e retirei alguns móveis só para caber todas as plantas? Sim. Vou dar conta de cuidar de todas essas vidinhas? Não sei (oremos!). Mas o importante é que agora o quarto ganhou muito mais personalidade e estilo. :D

Antes que me perguntem: não, não há problema em ter plantas dentro do quarto, você não vai morrer, não vai faltar oxigênio. Eu, euzinha, não senti diferença alguma em ter esse tanto de plantas dentro do meu quarto, mas vai de cada um. Se você não se sente confortável, deixe-as em outras partes da casa, simples assim! :)

  • xCake
Categorias: Coletivo . Goodies

Oi, isso aqui é um post colaborativo, isso significa que esse conteúdo foi feito à quatro mãos. Mais uma vez, temos a participação da Midori, do blog Hey! It’s Mi. Aqui embaixo eu explico direitinho! Senta aí que vem coisa boa! :)

Lembra que no início do ano, eu e a Mi elaboramos dois wallpapers super amorzinhos? Aquela experiência foi tão legal que resolvemos repetir a dose! Já que estamos bem pertinhos do Natal, que tal deixar seu computador mais temático e fofinho? As fotografias são da Mi e os “doodles” são meus, a combinação ficou irresistível! São 5 opções, vem ver! :)

coletivo-natal-1

coletivo-natal-2

coletivo-natal-3

coletivo-natal-4

coletivo-natal-5

DOWNLOAD WALLPAPER

Quem gostou, não esqueça de compartilhar com as coleguinhas para me ajudar a divulgar o blog! :) Se você estiver usando aí no seu desktop, ou seja lá onde for, mostra pra mim lá no Instagram ou pelo Facebook (você pode me linkar, enviar mensagem, mandar sinal de fumaça, qualquer coisa haha), eu fico muito feliz quando vejo os “goodies” do Pequenina Vanilla espalhando charme e simpatia por aí!

Na categoria Goodies, você pode conferir todos os downloads que já passaram aqui no blog! :)

Se você também escreve, desenha, pinta ou borda e quiser participar dessa categoria aqui no blog, manda um email pra mim: contato@pequeninavanilla.com.br. Vem cá trocar uma ideia comigo, quem sabe a parceria não gera mais bonitezas nessa blogosfera, heim! :)

  • xCake
Categorias: Lovely Links

goodvibes-1

01 // Carol Burgo é uma guria talentosa demais, quanto mais pessoalidade ela trás para o blog dela, mais me identifico e apaixono por ela! Essa semana, Carol escreveu uma carta para ela mesma, mas que poderia ser para mim. Chorei.

02 // Com certeza, um dos relatos sobre maternidade mais lindos e emocionantes que já li. Chorei de emoção e sorri com tanto amor envolvido. E se não bastasse, os 20 minutos mais fofos e bonitos, um vídeo que eu não queria que acabasse nunca.

03 // Um achado desta semana: o blog da Casey Leigh. Se a Bleubird tem a família mais fotogênica dessa blogosfera, a da Casey Leigh é a segunda. Ou a primeira, não sei, estou em dúvida. <3

  • xCake
Categorias: Cotidiano . Pessoalidades

Pequenas doses do meu cotidiano, as 6 melhores fotos do mês, com o que teve de mais bonito, mais legal e mais amor. Faz o favorzinho de me adicionar lá no Instagram (@adriellysato) para acompanhar todas as fotos! :)

01. Última foto com o braço “limpo”, o boy magia me lembrou que era importante registrar pra posteridade, então tá aí. Também foi a primeira vez que fiz um “bate-volta” pra São Paulo, não tinha dormido quase nada, eu não tava ~bem, eu não sei fazer pose pra foto. O fundo maravilhosinho é lá do Galo Cego, da querida Elissa.

02. Primeira foto da minha primeira tatuagem que eu nem acredito que fiz, assim no braço e assim desse tamanho. É incrível perceber como mudamos, como deixamos de ter medo de algumas coisas, de priorizar outras. Era pra ter mais uma tatuagem ali, mas não deu tempo e vai ficar pro ano que vem, pra me lembrar de deixar de ser ansiosa e aprender a esperar.

cotidiano-novembro-2015

03. Novembro também é conhecido como mês de aniversário de namorico. :)

04. Um dos poucos dias (se é que não foi o único diazinho) que o Sol resolveu aparecer aqui em Curitiba. Na verdade, logo após essa foto, o tempo já começou a fechar e o céu nunca mais ficou azul.

05. Falei que ia fazer uma “reforminha” aqui no meu quarto e, em menos de duas semanas, a “reforminha” já está quase finalizada, não sei o que me aconteceu. A porta está amarela, colei papel de parede de tijolinhos, mudei todos os quadrinhos do quarto, comprei uma plantona nova, comprei uma colcha branquinha que deve chegar essa semana. Até o final do ano, teremos um quarto novo (mais ou menos novo), sim senhora.

06. E, por fim, mas não menos importante: o MELIOR chocolate do universo. Experimente e não precisa me agradecer.

follow-me-instagram