Categorias: Mulherzices

“Fashion set” era algo que eu estava ensaiando fazer aqui pro blog há um tempão, um tempão mesmo! Assim que recebi essas 4 peças lindas (que você vai amar logo mais) da Jéssica, a moça simpática e talentosa que dá vida à Loja Capitu, não tive dúvidas que o momento era perfeito para, finalmente, colocar em prática essa ideia! No início, duvidei da minha capacidade de criar um look completinho, bonito, que ornasse. Depois duvidei da minha capacidade de fotografar assim “de cima” e à noite (com a iluminação precária aqui no meu quarto). E olha, posso falar? Depois que subi as imagens aqui no post, fiquei boquiaberta! hahah

Aliás, esse “exercício” de montar looks com as peças que você já tem no armário é ótimo, de verdade! Faz a gente repensar nossas roupas, olhar sob uma nova perspectiva, criar novas composições, fugir daquele basicão-automático, de pegar sempre as mesmas peças que costumo usar toda vez que saio de casa. Estou pensando seriamente em fazer isso sempre que eu trouxer uma roupa nova aqui pra casa!

Dito tudo isso (porque eu não consigo iniciar um post sem contar uma historinha… haha), vem cá que eu quero te mostrar as peças que eu ganhei! :)

capitu-fashion-set-1
capitu-fashion-set-5

1 A primeira peça, esse casaquinho de malha com essa “janela” maravilhosa nas costas, é a que eu mais gostei, a mais diferente e a que resultou no meu “set” preferido! Esse detalhe nas costas fez meu coração bater mais forte, juro pra você, e logo já me imaginei usando um look assim mais fresquinho e levinho! // A bolsa eu surrupiei do brechó da minha sogra, o colar é de uma lojinha barateza do Centro (que tava em promoção, tipo 2 colares por R$45, e eu já fui logo catando tudo), o vestido é Antix e a rasteirinha é da Tanara.

capitu-fashion-set-2
capitu-fashion-set-6

2 A segunda peça, esse blazer divino cheio de paetês (repara ali na foto!), é a mais diferentona, ou melhor, a que foge um pouquinhozinho do meu estilo. É aquela peça que provavelmente eu ficaria com receio de arriscar, ficaria com medo de depois não conseguir combinar com nada. O bom de ganhar de presente é que a gente se obriga a dar um jeito, botar a cabeça pra funcionar e sair da zona de conforto. O resultado é que eu fucei, fucei meu guarda-roupa todinho e consegui bolar uma combinação que certamente irei usar MUITO! Eu amo essa coisa de misturar elementos, misturar caimentos, misturar tipos de tecidos, misturar o brilho com o casual. // O colar é da lojinha barateza do Centro, o shorts é da Billie Brothers (outra loja barateza aqui de Curitiba), a camisa é da Apple Spicy e a sapatilha é Melissa.

capitu-fashion-set-3
capitu-fashion-set-7

3 A terceira peça, esse casaquinho fofo com bolso de paetês, é realmente uma gracinha! Ele é mais compridinho então achei ótimo para usar com vestidos ou shorts, já que fica no comprimento ideal para não achatar a silhueta. O tecido é aquelas malhas bem molinhas e macias, sabe? Super confortável. Essa manguinha com “pregas” estilo princesa, deixa tudo ainda mais romântico e delicado. É muita fofura, gente! hahah // O vestido é da Renner, os brincos são da feirinha do Largo, a rasteirinha é Tanara e a bolsa é Dona Frida.

capitu-fashion-set-4
capitu-fashion-set-8

4 A quarta peça, essa blusinha estampada com as costas mullet, é linda, linda, linda! Eu adoro esse caimento mais comprido na parte de trás porque é ótimo para usar com leggings (que é a coisa que eu mais tenho usado ultimamente) e fica super charmoso com shorts (que é a segunda coisa que eu mais uso, quando o clima me permite). // O colar é da lojinha barateza do Centro (viu, não te falei que eu fiz a festa nessa loja? haha), o sleeper é Bottero, o shorts é Billie Brothers e a bolsa é da Renner.

Agora faz o favorzinho de ir lá visitar a Loja Capitu, que tá cheia de peças lindas e exclusivas (sim, é a própria Jéssica quem cria e cuida de toda a produção!). E pra nossa felicidade, a loja tá cheia de promoções! Vê só, a blusinha preta, o casaquinho com janela nas costas e o casaquinho com bolso de paetê estão, cada um, por menos de R$50! Corre lá! :)

E vem cá, o que você achou desse tipo de post? Gostou das peças, das combinações de looks, das fotografias? Me conta!

publipost

  • xCake
Categorias: Precious Tips

Eu já falei um montão de vezes o quanto eu gosto do Instagram, né? Certamente, é a rede social na qual eu me sinto mais confortável para compartilhar parte do meu cotidiano. É muito bom poder registrar as coisas simples e banais do nosso dia a dia, as diversas coisas bonitas que encontramos por aí, para depois poder relembrar e suspirar.

Mas o que eu mais gosto nisso tudo é que, essa mania de querer fotografar tudo que vemos pela frente, possibilita uma baita evolução em nosso “olhar fotográfico”, tudo assim meio que sem querer. De tanto fotografar banalidades, a gente começa a prestar mais atenção no enquadramento, na composição e vai melhorando, evoluindo. Os aplicativos também são uma mão na roda quando se trata de fotografia no celular. Já tive épocas que eu era ~aloka da App Store, testei todos e mais um pouco. Hoje, eu sosseguei, elegi os melhores aplicativos e sigo firme com eles.

Neste post, resolvi compartilhar um pouquinho de como é o meu processo de fotografar e editar. Sei que ainda tenho muito o que aprender, mas espero que as minhas dicas ajudem quem está começando! Então vem cá ver o passo a passo que costumo realizar em 99% das minhas fotos!

;)

como-melhorar-fotos-instagram-1

– Todas as fotos deste post são de minha autoria, utilizando a câmera do celular (iPhone 4S/6).

1 Para registrar as fotos, eu sempre utilizo o aplicativo Camera+ (iOS). Eu prefiro ele por permitir que eu escolha um ponto para o foco e outro para a “iluminação”, de uma maneira bem mais simples, ágil e intuitiva, do que na câmera padrão do celular. Só isso já faz uma baita diferença no resultado porque você consegue controlar melhor o quanto de luz a câmera precisa compensar, para que a foto não fique nem muito escura e nem muito clara. O ponto do foco você coloca em cima do objeto principal da sua foto, já o ponto da “iluminação” você posiciona conforme a necessidade. Por exemplo, se o objeto principal da sua foto estiver muito escuro, posicione o ponto de “iluminação” numa área escura da foto para que a câmera entenda que você deseja que ela clareie a imagem. Deu pra entender a lógica né? haha

2 Eu sempre tiro várias versões da mesma foto/assunto para ir testando o enquadramento e depois escolher a que teve o melhor resultado. Aqui entra a questão de treinar o olhar mesmo, é uma evolução. De pouco em pouco você vai descobrindo ângulos diferentes e interessantes, enquadramentos que dão certo para determinados tipos de objetos/assuntos. É importante prestar atenção no fundo da foto, o que vai aparecer ali. Às vezes, um fundo limpo e branco é melhor do que a sua bagunça. ;) Tente não ser óbvio nos enquadramentos, vá testando diversos ângulos e combinações até encontrar a foto mais legal e inusitada.

No Camera+, eu deixei configurado para as fotos ficarem armazenadas no próprio aplicativo. Eu acho melhor assim, porque daí você não enche o “Camera Roll” do celular com um monte de foto desnecessária. Eu exporto somente a melhor opção, aquela que eu realmente vou utilizar e publicar.

como-melhorar-fotos-instagram-2

Aí, começa a edição. Eu costumo utilizar 3 aplicativos, na seguinte ordem: Snapseed, VSCOcam e o próprio Instagram. Eu juro que todo esse processo aqui embaixo leva menos de 5 minutos para ser feito, tá? hahah Depois que você pega o jeito, fica tudo muito automático. Quando você decora onde está cada ferramenta e o quanto precisa ajustar em cada função, você começa a fazer tudo de olhos fechados!

3 No Snapseed (iOS e Android), eu faço os ajustes básicos na imagem que são disponibilizados na função “Tune Image”. Normalmente, eu mexo no Ambiance, Warmth (deixo a foto um pouquinho mais amarelada – é ótimo para deixar a comida mais apetitosa) e, dependendo da foto, também ajusto o Brightness, Contrast e Shadows. Só tem que tomar cuidado para não exagerar na dose, tem que deixar o resultado “natural”, como se você já tivesse clicado a foto daquele jeito maravilhoso ali. O ideal é não deixar transparecer que a foto sofreu qualquer tipo de edição. ;)

4 Eu também já faço o Crop (no formato quadrado) e, se for o caso, aplico um pouco de desfoque linear com a função “Lens Blur”. Pro desfoque ficar bacana, ele tem que fazer sentido, deve ser utilizado para enfatizar a profundidade. Desfoque pontos que estão longe do assunto principal, coisas que estão atrás do objeto ou coisas que estão bem próximas da câmera.

como-melhorar-fotos-instagram-5

5 No VSCOcam (iOS e Android), eu aplico algum filtro e mexo também em alguns ajustes. Os filtros que eu mais uso são o C1, F2, S2, HB1, mas eu sempre diminuo a intensidade para ficar mais sutil. Fique de olho lá na lojinha de filtros, às vezes, aparece alguma promoção boa que sempre vale a pena! ;) Nas ferramentas de edição, eu normalmente mexo uns 2 ou 3 pontos do Fade, Temperature e Shadows.

6 Quando passamos finalmente para o Instagram, a foto já deveria estar pronta para ser publicada, mas eu nunca resisto e sempre dou mais uma editada por lá. haha Na verdade, a única coisa que eu mexo é na opção Sharpen. Não sei qual é a bruxaria, mas essa ferramenta funciona lindamente. Ela realmente deixa a foto um pouquinho mais nítida (não faz milagre, obviamente!), mas ela corrige aquele leve tremor inevitável das fotos tiradas com o celular. A diferença é sutil, mas dá o toque final! ;)

BÔNUS:

Quando eu quero deixar a foto retangular com as bordas laterais brancas, eu uso o Afterlight (iOS e Android). Apesar desse aplicativo ter milhares de funções, filtros e firulas, eu só uso ele para esse objetivo. Eu prefiro ele (e não outro aplicativo mais simples para esse mesmo propósito) por permitir que eu escolha o enquadramento da foto dentro do retângulo e que eu defina a quantidade de borda branca.

como-melhorar-fotos-instagram-3

Para fazer colagens/mosaicos de fotos, o Layout (iOS e Android) é excelente, por ser muito rápido e prático. Inclusive, conseguiu superar o Diptic (iOS e Android), meu preferido até então.

Um tempo atrás, eu gostava bastante do aplicativo A Beautiful Mess (iOS e Android) para colocar firulinhas e desenhinhos na foto, mas como o aplicativo não atualiza o “banco de imagens” frequentemente, já enjoei de todos que tem lá. De qualquer forma, de todos os que testei, é o que tem os doodles mais bonitinhos e usáveis. Também tem algumas palavras prontas (tipo, “amazing”, “enjoy”, “travel”), escritas num lettering super fofo.

como-melhorar-fotos-instagram-4

O post ficou gigantão e ainda tinha muito mais coisas para falar! haha Quem sabe numa próxima oportunidade, eu faça uma continuação desse post, mostrando com mais detalhes como eu edito em cada aplicativo. Espero que não tenha ficado confuso e que esse post tenha te ajudado de alguma forma!

É importante ressaltar que tudo que eu citei aqui em cima não é regra. Cada um edita a foto da maneira que considerar ideal, ok? Meu objetivo foi somente mostrar como que eu faço, para que você consiga encontrar seu próprio caminho! ;)

Agora, vem cá! Quais aplicativos de edição você usa? Tem alguma dica de ouro? Conte pra mim aqui nos comentários tá? É nessa troca que a gente aprende cada vez mais! :)

follow-me-instagram

  • xCake
Categorias: Nhaaam

Sim, gente! Passamos da metade do ano e ainda estou firme e forte no meu objetivo de cozinhar/almoçar em casa! \o/ Mesmo que isso represente ter que me empenhar por (pelo menos) 1 hora para preparar algo decente e depois ter uma pilha de louça suja para lavar. :S

Acontece que ontem, sei lá porquê, eu encasquetei que queria comprar filé de peixe. Isso porque eu nem gosto muito de peixe e nunca cozinhei nada com peixe antes. Comprei tilápia porque é um dos poucos que eu gosto e saí fuçando receitas na internet. Quando fui lendo, descobri que tudo é muito, muito, muito mais simples do que eu imaginava. Li várias receitas e peguei uma ideia aqui, outra ideia dali, e fui adaptando de acordo com os ingredientes que eu já tinha em casa. Também tive que adaptar as receitas para que desse certo nessa porção minúscula ~só para mim~ (eu tenho dessas de fazer pouquíssimas porções porque odeio comida sobrando na geladeira hhaha).

tilapia-forno-limao-parmesao-1
tilapia-forno-limao-parmesao-3

Foi a primeira vez que fiz a receita, mas ficou tão delicinha que vim compartilhar com você! ;) Como eu já falei, a receita é para um único filezinho de peixe hahah! Mas caso você queira fazer para mais pessoas, é só ir dobrando a quantidade dos ingredientes de acordo com a quantidade de peixe, tá?

tilapia-forno-limao-parmesao-4

Pré-aqueça o forno a 200°C. Forre uma assadeira com papel alumínio, pincele um pouquinho de manteiga para o peixe não grudar no papel. Posicione 1 filé de tilápia no centro do papel. Pincele 1/2 colher de sopa de manteiga e despeje 1/2 colher de sopa de suco de limão sobre o peixe. Adicione uma pitada de sal e pimenta do reino. Polvilhe um pouco de orégano. Feche o papel alumínio, deixando uma fresta para o vapor sair. Leve ao forno por aproximadamente 15 minutos. Abra o papel alumínio com cuidado (pois estará quente), e polvilhe queijo parmesão ralado. Leve ao forno por mais 10 minutos para dourar e gratinar o queijo.

tilapia-forno-limao-parmesao-2

Para saber se está pronto, o peixe deve ficar branquinho e “quebradiço” quando espetar o garfo. O limão fica beeeem sutil (pois eu prefiro ir pingando em cima, na hora de comer), mas caso prefira, você pode aumentar a quantidade ao seu gosto. Na foto dá pra ver que eu comi com purê de batatas e achei que combinou direitinho! :9

tilapia-forno-limao-parmesao-5

E já sabe né? Se fizer, vem aqui me contar o que achou!! ;)
Se souber de mais receitas/temperos para tilápia assada, compartilha aqui comigo tá!

Veja mais receitas deliciosas e fotogênicas que já passaram aqui no Pequenina Vanilla! :)

  • xCake
Categorias: Livros & Filmes

relatos-selvagens-1

Relatos Salvajes, 2014

É um filme argentino composto por 6 histórias que, apesar de não terem relação direta entre si, falam sobre vingança, descontrole, insanidade, “justiça com as próprias mãos”. As duas primeiras histórias são mais simples (acho que pelo fato de serem mais curtinhas, com uns 10 minutos) para você entender a dinâmica e proposta do filme. As outras quatro, com 20 a 30 minutos de duração, são incríveis e extremamente imprevisíveis. Tem alguns que, logo no começo, você já pensa “vai acabar de tal jeito”, mas aí a história se desenrola de uma maneira super criativa e insana, e te apresenta um final completamente diferente, que a gente nem tinha cogitado a possibilidade.

Mas o que eu achei mais legal é o fato das atitudes dos protagonistas serem coisas que poderiam acontecer na “vida real”, coisas que provavelmente todo mundo teria vontade de fazer se estivesse naquela situação, mas ninguém faz por medo, seja de ser preso ou de ser julgado pela sociedade. À medida que vamos nos surpreendendo com a insanidade do enredo, o filme vai se tornando cômico. Não no sentido “ridículo” ou bobo, mas sim um humor inteligente, sofisticado e intenso.

Os meus preferidos são “O mais forte” (que mostra um desentendimento na estrada, a partir de uma ultrapassagem de carro) e o “Até que a morte nos separe” (que se desenrola a partir de uma suspeita de traição do noivo numa festa de casamento).

Trailer | Crítica

relatos-selvagens-2

  • xCake
Categorias: Cotidiano . Pessoalidades

Pequenas doses do meu cotidiano, as 6 melhores fotos do mês, com o que teve de mais bonito, mais legal e mais amor. Faz o favorzinho de me adicionar lá no Instagram (@adriellysato) para acompanhar todas as fotos! :)

Não tem como falar de junho e não falar sobre a viagem, mais uma vez! (prometo que esta será a última, tá? pelo menos, por enquanto! hahha)

cotidiano-junho-2015

01. Um carrosel super bonitinho que tem lá no Boston Common. Aliás, percebi que muitas praças e parques, tanto em Boston quanto em NYC, tem um carrosel desses. Mas esse aí da foto é de longe o meu preferido. Meu segundo preferido é o do Bryant Park (olha só!), e sabe-se-lá-o-porquê que eu não tirei nenhuma foto dessa lindeza! haha :/

02. Essa aí é a visão interna daquele trem que vai de Franklin até Boston, que eu contei nesse post aqui. Essa vibe retrô com esses bancos em azul marinho e bordô é encantadora! A vista na janela é cheia de árvores e natureza. Esse papelzinho (no gancho no banco da frente) indica quem já pagou ou não a passagem, tudo muito tranquilo, sem muvuca ou pessoas querendo “levar vantagem” com esse método. Outro mundo!

03. Vou contar uma historinha pra você sentir o quanto a minha sobrinha é fofa: um dia, dentro do carro, ela apontou para o céu e disse que tinha visto uma estrela cadente. O que ela fez? Fechou os olhos, juntou as mãozinhas e pediu (do jeitinho dela): “eu desejo que a tia Adrielly e o tio Pedro morem aqui comigo pra sempre!”. Tudo isso foi super rápido, em inglês, e de uma forma super espontânea e inesperada, gente, quase chorei. <3 <3 <3 04. Brad Pitt, Johnny Depp, Spice Girls? Que nada, minha foto preferida foi essa aí, com o Hulk! hahah Muito mais divertido! Aliás, pra mim, o Madame Tussauds (de NYC) foi uma mistura de breguice com tietagem (sem sentido)! A experiência é bacana e vale ir pelo menos uma vez na vida. Quando você está lá, você até entra na onda e participa, mas não deixa de ser bizarrinho né, alguém concorda comigo? :S hahaha

05. Shake Shack tem motivos para ser considerado o melhor hamburger de NYC! *.* Tinha um na esquina do hotel e fomos lá duas vezes (pra você ver o quanto gostamos desse lugar). Tem alma de fast food, mas com um ambiente muito mais moderninho e descolado. A fila é grande, mas anda rapidinho! O preço é ótimo!

06. A cada viagem de avião, eu sempre registro pelo menos uma foto das nuvens. Desde a primeira vez até hoje, eu não me canso desse cenário! É lindo, surreal, encantador. E o que eu mais gosto é que cada foto, em cada viagem, a disposição das nuvens é sempre única. E sem dúvidas, essa foi a melhor forma de eu me despedir de uma viagem incrível, cheia de amor e história pra contar! <3 follow-me-instagram