A Florigrafia

A Florigrafia é um projeto no Instagram criado pela ilustradora Rafaela Melo e pela fotógrafa e designer de moda Natalia Viana. As composições misturam fotografias de flores com ilustrações charmosíssimas. As moças ilustradas sempre “interagem” de alguma maneira com as flores, numa pegada muito feminina, delicada e sutil. O projeto ainda está no início e o perfil possui poucas imagens, mas é aquele tipo de coisa que vale a pena acompanhar de pertinho porque tem tudo para ser um sucesso! ♥ Olha só:

aflorigrafia-1
aflorigrafia-2
aflorigrafia-3
aflorigrafia-6
aflorigrafia-4
aflorigrafia-5

Muito fofo né? Logo que eu conheci o projeto, pensei: tem tudo a ver com o Pequenina Vanilla, PRE-CI-SO compartilhar lá no blog! E vou te contar que eu só não compartilhei antes (ou seja, no dia que o projeto foi criado) porque fiquei esperando as meninas colocarem mais imagens lá no perfil. Tá vendo que foi identificação total, né? hhaha

E você? o que acha desse tipo de projeto? Conhece outros nesse estilo? Compartilhe comigo ali no comentários!

Nada (nadinha!) é ruim pra sempre

Oi, isso aqui é um post colaborativo, isso significa que esse conteúdo foi feito à quatro mãos. Funciona assim: todo final do mês, euzinha aqui invento algum material bonito e sincero inspirado nas palavras cheias de sentimento da Alice Errada. Um presente para você ler, guardar, compartilhar e se inspirar também! Senta aí que vem coisa boa! :)

download-wallpaper-deixa-cicatrizar-2

Cicatrizes

– texto de Amanda Rodrigues, a Alice Errada

Uma vez li que cicatrizes são histórias de sobrevivência e que histórias assim tem a beleza de criar bons enredos. Faz sentido, para talvez encontrar a beleza na dor e acreditar que tudo passa. Consegue ver?

Como aquela vez que caí de bicicleta. Na disputa de quem chega primeiro, cheguei por último com um pedaço de muro no meio do queixo.

Tenho um amigo que prefere cicatrizes à tatuagens. Ele diz, que cicatrizes ostentam histórias, amores, dores com significados. E tatuagens não passam de meros enfeites. Eu entendo, mas não sei se concordo. Para mim, representam coisas diferentes, como se as tatuagens fossem o que escolhemos deixar ficar e as cicatrizes fossem coisas com as quais aprendemos a lidar. Possivelmente estejamos certos, os dois.

Em parte, nós concordamos que se curar leva tempo. Tempo de muitos banhos se perguntando: WHY GOD?! Nessa hora, pensamentos abertos ardem praporra. A certeza é líquida, escorre pelos dedos.

Lágrimas são como soro fisiológico e o tempo, para ordenar os pensamentos, são como band-aid. A ferida inflamada só para de doer quando saí todo o pus e cicatriza, para te mostrar da forma mais simples que – apesar de tudo – você continua vivo. O que fica é só um relevo indolor em cima da pele.

Nunca saberemos o certo ou errado. A vida real nunca vem com spoiler.

Para quem está de fora, parece fácil. Mas posso dizer que nocivo mesmo é essa amnésia proposital, a gaveta mental de histórias mal entendidas. Como quem toma uma pílula de hakuna matata e varre as lembranças para baixo do tapete. O machucado real. As cicatrizes sentimentais. Doem. Mas às vezes é preciso olhar de fora para entender a simplicidade de quem vê de outra perspectiva.

Nada é ruim para sempre. A gente sente e des-sente também, o tempo todo. E a vida é muito curta para tirar casquinha da ferida. Deixa cicatrizar. Lerigou!

amanda-alice-errada A Alice Errada que chegou atrasada no país das maravilhas. Mãe da Isa, publicitária e astróloga de mesa de bar. Vem aqui transformar conversas mentais em linhas encharcadas de sentimentos e pensamentos ansiosos.

instagram | twitter | pinterest

Baseado nesse texto lindo da Amanda, aqui em cima, decidi transformar um pequeno trecho (meu favorito) em um wallpaper para desktop. Para você (e pra mim também!) nunca esquecer que não importa quão ruim é um problema em nossa vida, nada (nadinha!) é ruim pra sempre!

Olha só que graça! Já entrou pra lista dos wallpapers mais bonitos que já disponibilizei por aqui. Tem 3 tamanhos para você escolher qual encaixa direitinho aí no seu monitor, espero que você goste! :)

download-wallpaper-deixa-cicatrizar

DOWNLOAD WALLPAPER

  • Deixa cicatrizar, lerigou 1920x1080 (63 downloads)
  • Deixa cicatrizar, lerigou 1440x900 (19 downloads)
  • Deixa cicatrizar, lerigou 1366x768 (36 downloads)
  • Quem gostou, não esqueça de compartilhar com as amigas ~tudo, ok? :)

    Na categoria Goodies, você pode conferir todos os downloads que já passaram aqui no Pequenina Vanilla! :)

    Como decorei meu workspace + D.I.Y. cofrinho-porquinho customizado

    Posso contar que eu ando obcecada pela decoração da minha área de trabalho e resolvi mudar ~tudinho por aqui? hahah

    Depois que eu fiz a transformação da luminária e da Dona Flor, achei que ficou faltando mais unidade visual nos objetos. Os itens da mesa não ~ornavam~ entre si, tinham muitas cores, uma mistureba de estilos.

    Eu queria que tudo (ou quase tudo) seguisse o padrão branco + dourado. Mas foi difícil, passei várias idas ao shopping procurando objetos nessas cores, que fossem diferentes e bacanas. Perdi as contas de quantas vezes entrei na TokStok e na Etna procurando alguma coisa incrível e saía de mãos vazias. :( Até que um belo dia, numa lojinha aqui das redondezas, encontrei um paraíso!

    Lição no. 1: não supervalorize grandes redes e nem subestime a lojinha do bairro, você poderá se surpreender.

    A lojinha em questão foi essa aqui ó (eu sei, essas fotos aí da fan page não fazem jus aos produtos, mas juro que tem muita coisa linda). Lá eu arrematei o abacaxi, o elefante e a cabine telefônica, coisas lindas de viver, olha só!

    workspace-decor-1

    O próximo passo foi fazer alguns ajustes para manter a mesa mais “minimalista” e deixar tudo mais organizado (e escondido! haha). Antes, eu tinha uma caneca que eu usava como porta-lápis e outras coisinhas (como meu caderno de ideias, pilhas recarregáveis, carregador de bateria do celular), que eu costumo usar com frequência, também ficavam em cima da mesa, tudo à mostra. Essas pequenas coisas me deixavam um pouco irritada porque facilmente se bagunçavam.

    A solução? Colocar tudo dentro de uma caixa! Ela é de “papelão” mesmo, dessas que você acha em papelaria. Peguei uma de tamanho razoável, nem muito grande, nem muito pequena e coloquei tudo ali dentro. O acesso à esses itens continua fácil e prático, mas com a vantagem de ficar tudo escondido. :)

    workspace-decor-2

    O único problema é que a tampa era amarela e destoava do aspecto elegante e minimalista que eu estava buscando. Para resolver isso, taquei tinta spray dourada (aquela mesma que eu usei na luminária) e prontinho! Problema resolvido.

    Falando em tinta spray… já que eu ia aplicar na caixa, aproveitei para dar uma repaginada num porquinho (desses tipo cofrinho) que eu tinha aqui. O porquinho era bonitinho, mas a cor estava destoando um pouco (ele era um tom de vermelho, meio neon). Decidi que eu ia pintar de branco e, na minha cabeça, tinha tudo para dar certo! Mas não deu! :/

    Lição no. 2: tinta spray não resolve todos os seus problemas, pense bem antes de sair fazendo ~a louca do Pinterest! hahaha

    workspace-decor-3

    Pois é, a tinta escorreu, ficou horrível, péssimo! A cobertura não ficou uniforme e eu quis morrer de arrependimento! :( Fiz o possível para melhorar o acabamento, dar uma disfarçada, mas já não tinha mais jeito! A parte da frente do porquinho ficou “aceitável”, mas a parte de trás… uma tristeza só!

    Daí que eu fiquei olhando o porquinho chateado em cima da mesa, pensando se eu jogava ele no lixo ou se me vinha alguma ideia milagrosa… e veio! Para disfarçar as irregularidades da tinta, peguei uma dessas canetas permanentes (tipo Sharpie) e comecei a fazer texturas, olha aí embaixo. Eu nem me preocupei em ficar fazendo os traços muito certinhos, na verdade, eu quis deixar bem “com cara de que foi feito à mão” mesmo. Eu achei que o resultado ficou IN-CRÍ-VEL! Sabe quando a encomenda vem melhor que o esperado?

    Lição no. 3: é na dificuldade e no improviso que você coloca a cabeça (e a criatividade) para trabalhar, e é nessas horas que surgem as melhores ideias! :)

    workspace-decor-4
    workspace-decor-5
    workspace-decor-6

    Nessa foto aqui embaixo, dá para ver como ficou meu workspace atual.

    workspace-decor-7

    Ainda falta trocar o mousepad (já tenho algumas ideias de D.I.Y.) e decidir o que vou colocar na parede! Vamos acompanhar, porque esse assunto ainda vai render bons posts por aqui! ;)

    Agora eu sou dessas que tomam suco verde

    Deixa eu contar pra você que agora eu também sou dessas que tomam suco verde e fingem (cof!) ser pessoas saudáveis! Pois é, um belo dia resolvi enfiar a couve lá no meu suquinho basiquinho de todo dia e aí, minha amiga, foi um caminho sem volta! Agora estou aqui ~bitolada~, viciada, tomando todos os dias e fazendo todas as combinações possíveis! hahah

    suco-verde-1

    Juro pra você que ter adicionado a couve, simplesmente, revolucionou a minha vida (parece propaganda da Polishop, mas é verdade verdadeira tá? hahaa) É incrível como essa folha faz uma super diferença no sabor (ao mesmo tempo que nem dá pra sentir o gosto da couve, você percebe que tem alguma coisa diferente ali) e parece que dá mais ~sustância~, sabe? (ou é tudo coisa da minha cabeça mesmo, vai saber hahah) Normalmente, eu pego as frutas que tiverem na geladeira e jogo tudo no liquidificador, assim mesmo, sem muita enrolação nem frescura, e costuma dar certo (a única que não deu muito certo foi quando inventei de colocar morangos e o suco acabou ficando marrom-blergh-nada-apetitoso, não recomendo HAHAHA).

    Eu sei que já tem 1 milhão de receitas de suco verde espalhados aí na internet, mas mesmo assim eu quis compartilhar essa receitinha deliciosa que surgiu de uma das minhas “misturebas aleatórias” e deu super certo! Olha só! :)

    suco-verde-2

    Para fazer é muito simples ó: coloque no liquidificador 1 pera descascada (eu gosto da tipo Williams), 10 uvas Thompson, 1 banana, 7 cubos de couve congelada – a quantidade certa vai depender do tamanho do seu “gelo” – (ou 1 folha de couve), suco de 1 limão, umas 4 folhinhas de hortelã, 100ml de água gelada e açúcar a gosto (eu costumo colocar 1 ou 2 colheres de sopa). É melhor deixar para colocar o açúcar (ou outro adoçante de sua preferência) apenas no final, assim você coloca somente a quantidade necessária (às vezes, nem precisa adoçar). É só bater tudo direitinho e servir. Essa receita rende um copão de 500ml. :)

    suco-verde-4
    suco-verde-9

    Eu gosto de já deixar feito o “gelo de couve” pra facilitar o preparo do suco no dia a dia. Para quem não sabe como faz, é muito simples: é só lavar bem direitinho o maço de couve e bater no liquidificador com um pouquinho de água. Eu tiro os talos das folhas e uso o mínimo possível de água (para ficar bem concentrado). É bom ir colocando as folhas no liquidificador, de pouquinho em pouquinho, para não sobrecarregar o aparelho. Você também pode incluir as folhas de hortelã, nesse momento, se quiser. Depois de batido, preencha as fôrmas para gelo com esse “suco” de couve, cubra com plástico filme PVC e leve para o congelador.

    Eu costumo usar em torno de 6 a 8 cubos, para cada 500ml de suco. Mas, essa quantidade pode variar conforme o tamanho dos gelos e o seu paladar. Vá testando, que não tem erro! :)

    suco-verde-5
    suco-verde-3
    suco-verde-6
    suco-verde-8

    Quem também está viciado em suco verde? \o/ Estou aceitando sugestões de combinações de frutas, pode ir compartilhando aqui nos comentários! :)

    Lizzy Stewart: “When I visit new places I always keep a sketchbook”

    Tem coisas que a gente bate o olho e rapidinho vira interesse, vira encantamento e vira favorito. É incrível quando isso acontece e aconteceu logo quando eu vi a primeira imagem do trabalho da Lizzy Stewart (essa primeira aqui embaixo).

    lizzy-stewart-1

    Ela é uma artista super talentosa que mora em Londres. Suas ilustrações são singelas e muito delicadas. Num primeiro momento, elas podem parecem bem simples e até um pouco infantilizadas, mas é só parar para olhar um pouquinho mais e você já percebe o quanto as ilustrações são ricas, criativas e bem trabalhadas. Suas artes possuem uma temática bastante variada, mas os mais recorrentes são pessoas, cenários e paisagens. Um outro ponto que me agrada bastante são as cores. Em algumas séries, elas são alegres e vibrantes (meus preferidos) e, em outras, são aconchegantes e suaves. Não tem como não se encantar! Prepara o coração e vem cá:

    lizzy-stewart-7
    lizzy-stewart-2
    lizzy-stewart-3
    lizzy-stewart-4
    lizzy-stewart-6
    lizzy-stewart-5

    E se não bastassem todos esses trabalhos maravilhosos aí, ela ainda cria “diários ilustrados” super bonitinhos das viagens que ela faz. E é nessas horas que me dá um aperto no coração e aquela dorzinha de cotovelo por não saber desenhar! hahah :S

    lizzy-stewart-9

    lizzy-stewart-11

    lizzy-stewart-10

    É um talento incrível, de encher os olhos, de deixar a gente babando e apaixonado né? São imagens tão fofas que a gente até se sente abraçado por elas! Quando eu vi o trabalho dela, achei que tinha tudo a ver com a proposta aqui do blog! O que você achou? :)

    Quem tiver interesse, não deixe de conferir mais ilustrações lá no site da artista! ;)